Em provas!

28/04/2009

Eu sei que nesses últimos dias não estou postando com tanta frequência, mas é que chegaram as provas na faculdade e eu tentei me dedicar aos estudos… Ja era meio tarde!

Enfim, só queria me explicar pra quem acompanha o blog diariamente ou quase isso, se é que alguém acompanha. =P

Sem mais muitas palavras vou deixar um vídeo, pra mostrar que ainda estou vivo e que o motivo da “ausência” é as provas…

Musiquinha com sons do windows 98, haja criatividade!

Abraços e até logo!


Espetáculo “Improvável”!

27/04/2009

O espetáculo ja está bem conhecido pela internet afora, mas mesmo assim não posso deixar de falar desse projeto que é extremamente bom!

Não sei quanto a vocês, mas quando o assunto é teatro, prefiro mil vezes peças de humor ao invés de drama, ou sei lá o que… Claro que existem peças que não são voltadas para comédia e mesmo assim são ótimas, mas o humor é inexplicável. =P

O problema é que assim como a maioria das outras peças, se assistirmos uma vez, na segunda não terá mais tanta graça, já que saberemos o que vai acontecer, não tendo aquelas situações inéditas e inusitadas. =/

Mas e se a cada espetáculo a coisa mudasse? E se você não tivesse certeza do que iria acontecer? Então você poderia ir hoje e amanhã ao teatro, na mesma peça e encontrar um contexto totalmente diferente. Dar risada do começo ao fim, já que tudo é inédito.

É exatamente isso que acontece com o Improvável, idealizado pela companhia de humor Os Barbixas.

Logo Improvável

Como o próprio nome diz, a peça é bem Improvável, ninguém sabe o que vai acontecer. O espetáculo baseia-se basicamente em um jogo, aliás, vários jogos onde quem inventa e monta um tema, um cenário para os artistas, é o próprio público.

Em todos os espetáculos do Improvável existe um Mestre de Cerimônias, que geralmente é um convidado, este é responsável por lembrar as regras dos jogos e fazer com que o mesmo prossiga e termine bem.

Vou dar um exemplo… Um dos jogos chama-se: jogo do troca. O jogo do troca é bem simples, o público sugere um determinado local e situação para os atores (jogadores) encenarem, durante a encenação o mestre de cerimônias pronuncia a palavra troca, que ao ser dita, o jogador que estava falando deve trocar suas últimas palavras, mudando assim o contexto da história.

Risada na certa!

Encenação ImprovavelExistem outros jogos, como o do conto de fadas, onde o público sugere o nome de um conto de fadas inexistente, geralmente absurdo, e os jogadores devem encenar rimando o conto sugerido.

Os jogadores (Os Barbixas) e os convidados são muito bons, fazendo com que todo espetáculo seja ótimo, valendo a pena o valor da entrada.

Vendo os vídeos fica muito mais fácil de entender o que se passa.

Eu colocaria vários vídeos do espetáculo aqui, mas o post ficaria enorme e não é isso o que quero. Pra quem não conhece, eu recomendo os vídeos e o espetáculo ao vivo.

Vocês podem achar muitos vídeos no youtube e no próprio site do espetáculo.

Ah, os caras também possuem um canal no youtube.

Bem, os outros jogos também são muito engraçados… Eu assistiria facilmente um espetáculo deles, aliás, eles vieram aqui na cidade onde moro, porém, caiu numa sexta-feira e a faculdade não dá tréguas, shit! =S

É isso aí, aposto que muita gente já conhecia, mas de qualquer forma fica a dica. =]

Abraços e até a próxima.

PS: o espetáculo possui algumas influências, não achei relevante citar, mas vocês podem encontrar mais informações no site, linkado mais acima.


Scrapbooking, a arte de lidar com imagens

25/04/2009

Quem aí já ouviu falar de Scrapbook ou Scrapbooking?

É, ouvi esse termo pela primeira vez há pouco tempo atrás, mesmo existindo há anos. Ou sou muito desinformado e desligado das coisas, ou essa forma de arte é realmente pouquíssimo divulgada.

Pois bem, quem não gosta de fotos? Lembranças guardadas em “papel” ou em forma digital, fotos são sempre bem vindas, um modo de guardar momentos inesquecíveis, tempos que não voltam mais…

Ta, deixando o sentimentalismo e a filosofia de lado, vamos ao que interessa.

Scrapbook ou Scrapbooking, teve sua origem na Alemanha por volta do século XVII, passando para a Inglaterra e o resto do mundo. Na época, as pessoas criavam álbuns com poemas, anotações, pensamentos, recordações… e os deocaravamexemplo_scrapbooking_artesanal de várias formas, com papéis coloridos, botões etc. Após a criação da primeira máquina fotográfica as pessoas começaram a decorar seus álbuns de fotografia, aplicando assim a arte de Scrapbooking.

Resumindo, Scrapbooking nada mais é que a arte de lidar com fotos e imagens no geral, porém, de forma extremamente criativa. A definição parece simples, deixando a entender que essa forma de arte também seja, mas aí é que se enganam, existem layout’s, como são chamados os trabalhos, magníficos e muito trabalhosos.

O Scrapbooking divide-se em dois ramos: o artesanal e o digital.

O artesanal, citado mais acima, é a forma de decorar álbuns de fotografia, diários e outras coisas mais, com papéis específicos e coloridos, botões, broches, flores, carimbos e o que der na telha, o importante é o resultado.

Já o digital, é quando o scrapper [artista que lida com esse tipo de arte], produz, no computador, o trabalho que é feito no Scrapbooking artesanal, no entanto, é óbvio que há bem mais ferramentas, resultando assim em trabalhos muito bem feitos. O Scrapbooking digital cresce a cada dia que passa, apesar de ainda não ser muito conhecido entre as pessoas que não atuam no ramo.

Ah, e é claro que os brasileiros não ficam de fora quando falamos de bons trabalhos referentes a Scrapbooking. Um bom exemplo é a scrapper Vanessa Qualtieri ou Vany como gosta de ser chamada.

vany_scrapperA Vany manda benzaço em seus trabalhos com  Scrapbooking digital, tão bem que já é conhecida no ramo, nacionalmente, por participar das comunidades brasileiras sempre postando seus layout’s, e agora, até mesmo internacionalmente, por ter alguns trabalhos selecionados para estar na página inicial do site Gallery Standouts, especializado no assunto e conhecido mundialmente. Dá-lhe Vany, representando a nação brazuca!

Abaixo, seguem 2 layout’s criados por ela, só para terem noção da qualidade dos trabalhos.

vane_layout1

vany_layout3

Bacana né? Queria ver mais? Fácil, acesse o blog da própria Vany clicando AQUI! =]

Vocês também podem procurar trabalhos de outros scrapper’s por aí, acessando as comunidades de Scrapbooking e vendo com seus próprios olhos que os brasileiros não estão de brincadeira quando este é o assunto.

Outra coisa muito legal é que os scrapper’s não precisam fazer layout’s apenas para decorar fotos. Esses trabalhos ficam chamativos e atraentes em cartões no geral, convites de casamento, de aniversário etc. Um bom trabalho pode acabar rendendo uma grana boa.

Então é isso, fica a dica e a divulgação desse estilo de arte. Para quem se interessar, não hesite em entrar nas comunidades, sites e saber mais a respeito, a tendência é que esse tipo de trabalho cresça cada vez mais, lembrando que quanto mais criatividade melhor!

Seguem alguns sites:

Digi Scrapper Brasil

Scrap Blog

Scrap-Team Blog

Scrapkut

Valeu e até a próxima

PS: se algum scrapper ler o post e achar que algo está errado ou soa incoerente, entre em contato deixando um comentário, valeu. =D


Punky, a levada da breka! Nostalgia e ulaláá…

23/04/2009

Mudamos - Titica de Galinha———————————————————————————————-

[Aviso Importante! Esse post é ao mesmo tempo nostálgico e machista, por isso não diga que não foi avisado(a)] =P

Vendo alguns vídeos de programas de antigamente acabo encontrando a abertura de um daqueles programas que fizeram muito sucesso no fim da década de 80 e na década de 90 praticamente inteira, “Punky, a levada da breca“.

Punk CartazA música de abertura me despertou total nostalgia, lembro que chegava da escola e quase sempre almoçava assistindo Punky, era um dos meus programas favoritos.

Um resumo da história da série para quem é mais novinho ou simplesmente não se lembra.

Punky era uma menininha de aproximadamente 8 anos de idade que foi abandonada por sua mãe num supermercado. A menina era uma pentelhinha muito esperta, tão esperta que descobre um apartamento vago em um prédio próximo e passa a viver lá. O dono do apartamento é um fotógrafo viúvo chamado Arthur Bicudo, que ao saber da história da pequena Punky, fica comovido e acaba adotando a menina, tornando-se assim um pai para ela.

A maioria dos episódios são sempre cheios de travessuras de Punky e seus amigos, porém, em alguns são tratados temas mais sérios. Um bom exemplo é o epsiódio em que é abordado o abuso sexual infantil.

O seriado foi filmado entre 1984 e 1986, mas estourou no Brasil mesmo na década de 90 fazendo um baita sucesso.

Aaaah, essa música me faz voltar no tempo. =P

Bem, agora o que me deixou bastante satisfeito… =]

Em assuntos como este, seriados antigos, fico imaginando como estariam os personagens nos dias de hoje… E dessa vez foi exatamente isso o que fui procurar.

Punky adultaSabiam que quem interpretou Punky foi a atriz Soleil Moon Frye. Conhecem? Eu particularmente, como não sou muito antenado no mundo das celebridades, não sabia quem era, mas enfim…

Só sei que ela virou uma “Punkona“, se é que me entendem.  ‘^^

Soleil Moon Frye cresceu, e assim, mudou bastante. Ela participou do seriado, “Sabrina, aprendiz de feiticeira“, teve uma participação especial em Friends, em algum episódio desses, além, é claro, de participar de outros seriados não tão conhecidos por nós, brazucas. Hoje em dia ela está casada com Jason Goldberg, produtor e ator de TV, e possui 2 filhas.

Bem, quem quiser saber mais a respeito é só pesquisar…

Seguem algumas fotos da menininha, que virou meninona, e  que fez sucesso na infância de muita gente.

Aii, aiii, Benza Deus!

Soleil Moon Frye [Punky] posando! Ulalááá

Soleil Moon Frye (Punky), posando! Ulalááá

Soleil Moon Frye [Punky], em algum evento por aí

Soleil Moon Frye, em algum evento por aí

Soleil Moon Frye, outro evento

Soleil Moon Frye, outro evento

Ok, ok… Ja chega! Até porque senão o público feminino desse blog pode reclamar! =P

Mas achei bem legal ver como ela está hoje em dia, podemos ver que ela está muitíssimo bem! =]

Então valeu, abraços e até a próxima…


Aranha mecânica gigante em Yokohama

21/04/2009

A cidade de Yokohama, Japão, comemorou seus 150 anos nesse mês de Abril, cidade_yokohamae como sempre nossos amiguinhos orientais deram um show a parte no festival promovido especialmente para a comemoração de aniversário da 2ª maior cidade do país.

Com seu enorme porto de comércio internacional, Yokohama é importantíssima para o Japão, não só por fazer divisa com a capital Tokyo, mas também por ter grande concentração comercial da mesma. A cidade é considerada a maior cidade independente do Japão… Certo, explico… No Japão há um decreto onde as cidades com população maior que 500 mil habitantes, gozam de maior autonomia em comparação a outras cidades, como Yokohama possui cerca de 3,47 milhões de habitantes,  se enquadra no decreto sendo “independente”.

Estamos acostumados em ver e ouvir notícias do Japão referentes a novas descobertas tecnológicas, desenvolvimento de robôs “inteligentes” etc. Ok, coisas desse tipo eu vejo e ouço a todo instante, mas um robô aranha gigante? Ah, isso é inédito para mim… oO’

Mas foi exatamente isso que deu as caras na festa de comemoração de aniversário da cidade, como podem conferir nos dois vídeos abaixo.

Não sei ao certo qual foi o intuito de mostrar uma coisa dessas na festa, mas terão que concordar que é bem interessante, o movimento das patas mecânicas simulam muito bem os movimentos de uma aranha real e se levarmos em consideração o tamanho da geringonça, fica ainda mais absurdo a precisão do invento.

Vilões do homem-aranha que se cuidem! O spider-movel chegou! =P

Se eu descobrir realmente qual foi o propósito de aparecerem com uma coisa dessas, venho e edito o post.

Abraços e até mais.

PS: sim, Yokohama foi a sede da final da copa de 2002. Brasiiiil… siiil… siil… sil! 😉


Comandos em ação, o filme

19/04/2009

Mudamos - Titica de Galinha———————————————————————————————-

Mais um domingão acabando e trago à vocês mais uma notícia, envolvendo cinema e nostalgia.

Quem se lembra dos bonecos do Comandos em ação?

comandos_em_acao_bonecosSim, aqueles que fizeram sucesso na década de 80 e 90. Os bonequinhos eram uma febre, não só por serem bem feitos, mas também pela história toda, envolvendo organizações terroristas, forças secretas, sem contar as armas, explosões e tiroteios, o que a molecada gosta bastante.

Os brinquedos vinham com armas, capacetes, viseiras, e até veículos como: lanchas, naves, motos… Lembro que certa vez ganhei um das organizações cobra, e que ao ser colocado em água gelada o boneco ficava todo roxo, meus primos tinham alguns pára-quedistas, era demais arremessá-los pra cima e vê-los caindo vagarosamente ou bruscamente quando o pára-quedas enroscava e não abria. Raiva a gente ficava quando o elastiquinho da cintura do boneco estourava, e ficavam as pernas de um lado e tronco de outro. =/

A história dos bonequinhos basicamente gira em torno do Comandos em comandos_em_acao_montagemAção que é uma força de guerra especializada, e na organização terrorista Cobra. Ta na cara o que acontece né? Os Comandos em Ação [mocinhos], tentam prender e acabar com a organização Cobra [vilões], enquanto a organização Cobra quer ganhar dinheiro, executar seus planos terroristas e, por que não, até acabar com os Comandos em Ação.

O negócio é que vêm aí o filme que chega com o título: Comandos em Ação G.I. Joe: A Origem do Cobra.

Pela história mais acima podemos imaginar o filme sendo bem clichê, mas o trailler é de animar, e quem sabe a história para o filme não seja alterada. O fato é que não pouparam efeitos especiais, chamando muito a atenção, pelo menos a minha.

A estréia mundial está prevista para o dia 07 de Agosto deste ano e os fãs, sem dúvida, aguardam ansiosos.

Uma coisa é certa, o trailler não é uma farsa como o de Thundercats…  =]

O jeito é esperar pra ver.

Valeu, abraços e até a próxima.

PS: aos fãs lunáticos, colecionadores e afins dos Comandos em Ação, a história que citei é a que lembro, então caso achem algo errado, deixem comentário, mandem mensagem ou coisa do tipo, avaliarei, pesquisarei e arrumarei. 😉


Vício, garoto fissurado em pokémon [vídeo]

17/04/2009

O vício é algo extremamente complicado, se pararmos e analisarmos, encontraremos vícios para quase tudo.

Viciados em bebidas, cigarro, mulheres, carros, jogos…

Vícios que nem se quer imaginamos. Mas dentre todos esses, acredito que o pior seja o vício em jogos, sejam eles quais forem.

Duvido que você não tenha um amigo viciadaço em MMORPG, ou em Counter Strike, RPG de mesa, truco, rouba monte talvez? Qualquer jogo.

Procure… Analise… Com certeza aparecerão alguns bitolados.

E é nesse estilo de vício que o garotinho do vídeo abaixo se enquadra. Todo mundo conhece Pokémon, certo? E as cartas de pokémon, o chamado Pokémon TCG? Vou tentar explicar de maneira rápida para quem nunca viu ou ouviu falar.

Pokémon TCGPokémon TCG significa, Pokemon Trading Card Game, ou Pokémon Estampas Ilustradas, e é um jogo de cartas colecionáveis onde duas ou mais pessoas duelam com o objetivo de pegar todas as suas cartas prêmio, que são ganhas após derrotar um Pokémon adversário. Existe uma série de regras, que eu não sei bem como funciona, mas basicamente é isso.

Certo, as cartas são vendidas em lojas por ai, geralmente em conjunto. Existe um pacotinho que os viciados colecionadores compram, onde vem uma certa quantidade de cartas e que pouquíssimas vezes algumas delas são “raras”, assim, outros viciados colecionadores pagam uma quantia considerável em dinheiro por elas, já que elas são “raras”, coisa de nerd como muitos definem.

Ufa, a explicação toda é para que ninguém fique boiando ao ver o vídeo.

BlastoiseO garoto, que é fissuradão [o vídeo fala por si só] em Pokémon TCG, compra um desses pacotinhos de cartas, vai passando uma por uma até ver que conseguiu uma carta rara, a do pokémon Blastoise [fica nítido que essa é a carta pelos gritos histéricos do pequenino viciado], dai em diante é assistir o vídeo e conferir.

Realmente assustador! Eu é que não queria ser irmão desse monstrinho, imaginem morar na mesma casa de um moleque desse estilo? “Chuta que é macumba!”

Abraços e até mais.