O Teatro Mágico

Antes de mais nada me sinto no dever de explicar a falta de post durante esses dias… A faculdade está exigindo bastante de mim e o trabalho nem se fala, com isso meu tempo livre na madrugada se resume a dormir muito, hoje arrumei um tempinho para fazer alguns trabalhos e postar aqui para vocês… Então vamos lá!

Logo O Teatro MágicoA cada dia que passa a trupe do O Teatro Mágico, chamado também de TM, fica mais conhecida. Mesmo assim achei que seria bacana comentar e divulgar o trabalho dessa galera aqui no blog.

O Teatro Mágico é um projeto criado por Fernando Anitelli, vocalista do grupo ou da trupe, como gostam de ser definidos, onde reúne-se música, poesia, literatura e artes circenses. Tudo em um só espetáculo!

O projeto teve início em 2003, onde artistas de circo e músicos gostaram da idéia de Anitelli, acreditaram e começaram a trabalhar, lutar pela arte livre, independente.

Arte livre, independente?

Explico… A trupe não possui gravadora, os álbuns são feitos por eles mesmos, com apoio de amigos e pessoas que gostaram e entenderam a mensagem que o projeto tenta passar, o que faz reduzir o preço dos CD’s a meros 5 reais, CD’s esses vendidos nos próprios shows, além de camisas, adesivos e até mesmo os 2 DVD’s. Ah, as músicas são disponibilizadas para download no site da própria trupe, tudo de graça, sem burocracia alguma. =P

O Teatro Mágico já é um sucesso faz tempo! Várias coisas chamam a atenção em seus shows, uma delas é o fato de Anitelli e todos os artistas envolvidos sempre estarem caracterizados como palhaços e clown’s. As músicas alternativas fazem uma junção magnífica de vários instrumentos e ritmos diferentes, resultando em trabalhos extraordinários. Os shows são únicos, com malabarismo, trapézio, tecido circense entre muitas outras coisas, incluindo a boa música, é claro.

Fernando Anitelli, vocalista e idealizador do projeto

Fernando Anitelli, vocalista e idealizador do projeto

Eu mesmo já fui em 3 shows deles e pretendo ir em vários outros, sem dúvida!

A trupe possui 2 álbuns. O primeiro chama-se O Teatro Mágico, entrada para raros, que foi lançado para a apresentação do projeto e que abriu as portas para as pessoas conhecerem o trabalho da trupe. Difícil falar qual a melhor música do primeiro álbum, todas são ótimas, mas a considerada música de trabalho, ou pelo menos a mais conhecida chama-se O anjo mais velho.

Lembrando que essa é apenas a mais conhecida, recomendo escutarem Zaluzejo, Ana e o Mar, Camarada D’água, Realejo… Aliás o álbum inteiro!

O 2º álbum chama-se O Teatro Mágico, o 2º ato, as músicas continuam ótimas, também recomendo que ouçam todas e tirem suas próprias conclusões, mas destaco a música Pena.

Há algumas músicas que ainda não sairam em nenhum álbum mas que provavelmente sairão no próximo. Entre elas está Não há de ser nada, ou Brilha onde estiver, como é conhecida por alguns.

“…Tá sem dinheiro pra comprar nosso CD? Pirateia nosso disco! Copia de alguém que tenha ou baixa da internet no nosso site, o importante é todo mundo ter acesso, porque isso é que a arte e a cultura acessível a todos…” (Palavras de Anitelli durante os shows que fui =P)

Enfim, sou fã de carteirinha da trupe. Para quem não conhece recomendo e assino em baixo, quem conhece sabe o qüão bom é o trabalho desses caras.

Lembrando que há quem não goste, mas como dizia não sei quem: “Gosto é igual fiofó, cada um tem o seu”. =D

Abraços e até mais.

PS: Para os que levam tudo ao pé da letra, as palavras de Anitelli no show não são exatamente essas citadas, mas a mensagem é mais ou menos essa. ‘^^

3 respostas a O Teatro Mágico

  1. Gi diz:

    eu também gostei desse post!! afinal, quem será que foi com você e com o di nesses 3 shows? hehehe
    eles são MARAVILHOSOOOS!!
    pena que no ultimo show deles que teve aqui pela região não deu para ir!
    você esqueceu de comentar que em algumas lojas como saraiva e fnac já vendem o cd e dvd deles! =]
    Acho as letras feeeras! o anjo mais velho foi a primeira música deles que ouvi, é uma das mais emocionantes junto de realejo!
    E pra ser sincera, acho que prefiro o primeiro album deles, entrada para raros!! =P

    bjãoo

  2. Mari diz:

    Adoro o TM!
    Sou super fã deles..
    adorei o post!

    =D

  3. Diego Souza diz:

    PQP, ficou muito boa essa versão de Não Há de Ser Nada(ou Brilha Onde Estiver, depende do album / DVD), fiquei com vontade de ouvir o terceiro album depois de ouvir essa música no último DVD que eles lançaram…

    Não acompanho O Teatro Mágico a tanto tempo quanto gostaria, mas sempre me identifiquei com as músicas e com os ideais da trupe, eles têm uma habilidade tremenda pra juntar estilos diferentes na mesma melodia, e sempre há versos com jogos poéticos de grande valor artístico, muito bom!

    Trecho de Pena:

    “E quando o nó cegar
    Deixa desatar em nós
    Solta a prosa presa
    A luz acesa
    Já se abre um sol em mim maior”

    Outro trecho que gosto muito, da música Cidadão de Papelão:
    “Cria a dor, cria e atura”

    Uma música-metáfora que sempre achei uma idéia muito criativa, e indico para quem ainda não conhece é “Pratodia”

    Enfim, TM Rulez!
    Abaixo as barreiras para a livre distribuição da arte

    asuhsauhsa, mando bem fii, um abraço

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: